9 de abril de 2012

Sem deus no coração

Essa crônica trata de um cara sem um pingo de Deus no coração. Tá, ele levava ovos de páscoa em lares de órfãos, ajudava velhinhas a atravessarem a rua e devolvia o troco a mais que recebia, mas quem se importa? O cara era um escroto!

Usava a bíblia como pé de mesa, não fazia a cruz quando ia a igreja e o pior de tudo, o cara nunca foi coroinha!

O nome dele era Leo e vou falar de uma das piores demonstrações da falta de fé perturbadora daquele menino. Estava ele passando pela rua, e quando viu um amontoado de gente decidiu observar.

Chegando mais perto, descobriu que ali se amotinavam pessoas para verem um pastor expulsar o demônio do corpo de um homem, que se contorcia. Ele, ao contraio dos outros que oravam para seu Deus exorcizar o pobre homem fez algo que só alguém sujo como ele poderia. Ligou para o Samu.
Pois é, acreditem ou não tratam aquilo como um ataque de epilepsia!

Ta que hoje o cara está bem, mas ainda acho que deviam prender aquele sujeito que impediu que ele fosse libertado do encosto de satanás...

2 comentários: